Reforma Previdenciária, Governo Corrupto, Mídia manipuladora e Educação alienadora - Conheça Amaimon, de Lucas Barbosa.

19:08

Sabe aquela sensação de ler algo - desde um livro ou até mesmo os efeitos colaterais de um remédio- e perceber que aqui tem uma semelhança enorme com a realidade? Pois é, foi essa exata sensação - de compreendimento e medo- que senti a cada nova página lida de Amaimon, do autor nacional Lucas BarbosaO livro, lançado pela editora PenDragon em 2016, é uma das utopias mais reais que já li!


A obra se passa depois de 219 anos de criação de Amaimon, uma sociedade criada sobre total vigilância e controle de um governo aparentemente dócil e que preza por seus cidadãos, zelando seu bem-estar e comodidade - só que não. A grande verdade é que Amaimon é regida por corruptos e bandidos de primeira classe, que além de explorarem a mão de obra de toda a população, dividindo as pessoas em grupos e as destinando para áreas de trabalho da quais as mesmas não podem optar se querem ou não atuar, eles ainda tentam controlar as pessoas a base do medo do desconhecido. Confuso, né? Mas pode confiar, vale a pena desvendar esses mistérios. 

O livro é narrado pela perspectiva de Arthur, um adolescente que tenta desvendar a realidade por trás de todo o faz de conta divulgado pela mídia e estampado nas poucas páginas da internet - que, por sinal, são todas patrocinados pelo governo. 

Em Amaimon, qualquer objeto que expresse individualidade ou que faça críticas negativas ao governo são proibidos; possuir um CD, um maço de cigarros ou até mesmo expressar o descontentamento em relação a sociedade pode levar alguém a prisão - ou a morte.

Uma distopia que se assemelha - e muito- a realidade, e que nos leva a reflexão. Lucas Barbosa conseguiu prender minha atenção do primeiro ao último capítulo, e aposto que prenderá a sua também.



O que o livro tem haver com a realidade?

Acredito que depois de toda a comoção sobre a reforma previdenciária, não aja ninguém que não saiba, no mínimo, um pouco desse assunto. Mas, caso você não tenha estado presente nestas últimas semanas nos debates online que rolaram pelo Facebook e outras redes sociais, aqui vai dois artigos que podem te dar uma ''luz'' sobre o assunto: leia sobre aqui ou aqui. De uma forma resumida, é isso o que vai acontecer caso a nova proposta sobre a Previdência seja aprovada: todo mundo vai virar burro de carga e, quando chegar a hora de nos aposentarmos, não vamos conseguir, porquê até lá eles vão inventar mais alguma mudança pra f*der com a gente. 
E é exatamente isso que acontece nesta distopia! No livro, na sociedade em que o personagem principal vive, Amaimon, é quase uma raridade alguém chegar a terceira idade. O motivo? Simples: as pessoas demoram tanto tempo para se aposentarem e o trabalho é tão árduo e as vezes até mesmo desumano, que quase ninguém consegue chegar a esta fase da vida. Tanto é que, nas primeiras páginas do livro, onde um homem ídolo é visto por um adolescente, a cena narrada é como se o rapaz estivesse diante de um animal extinto. 

Outra semelhança entre a obra e a realidade é o modo de ensino utilizado. Desde o primeiro ao último ano em que estão na escola, os jovens são ensinados por professores que mais se parecem com robôs; não há contato entre aluno-professor, eles falam e ditam aquilo que o governo lhes propõe, e resta aos estudantes aceitarem, caso contrario seriam excluídos dos grupos sociais e isolados em uma área determinada para aqueles que não prezam pelo bem estar da sociedade. Outra característica do ensino em Amaimon é o fato dos alunos serem tratados e nomeados com números - porquê, querendo ou não, é isso o que todos somos no final: apenas um número que gera mão de obra e lucros para os grandalhões lá de cima.

E por falar neles, o governo de Amaimon é tão podre quanto o nosso. A sociedade é regida por um partido tão corrupto quanto o nosso, e que adoram posar de bons feitores que só fazem o que fazer para o bem de todos. 

E para fechar com chave de ouro, eu não poderia deixar de fora uma das grandes vilãs - e não apenas nas distopias- : a mídia. Não é nenhuma novidade que a mídia em geral ( canais de TV e rádio, revistas e web-sites) são, na maioria das vezes, comprados pelo Estado. São incontáveis as vezes em que presenciei matérias sensacionalistas em favor do governo sobre alguma tragédia que acometeu a população mas que, no final, as vítimas acabaram se tornando o governo e seus sensíveis membros ( alô Globo, estamos de olho!). E ao mesmo tempo em que essas matérias por vezes cansativas surgem, a mídia deixa de lado acontecimentos que realmente precisam de visibilidade e que seriam de enorme proveito da população. 
Em Amaimon, a história é a mesma e, para deixar claro esta semelhança, aqui vai um trecho que descreve bem essa situação:

''- Esse pessoal da TV age estrategicamente. Eles nos assustam com os noticiários que sempre mostram as mesmas coisas, literalmente as mesmas coisas [...] De tempos em tempos essas matérias voltam. Sempre noticiadas por aquele  apresentador que para mim é mais um ator, que enfatiza sua revolta como se tivesse acontecido com ele. E como se tivesse tentando trazer para nossa sala aquela realidade violenta, por horas mostrando coisas desconexas associadas a crimes. Depois, quando estamos completamente assustados, seu semblante muda de apavorado para descontraído mostrando algum produto... Claro que depois de ficarmos vulneráveis vamos comprar qualquer coisa que mandarem... Aliás eles são a verdade né? Sabem o que é melhor para nós.'' - página 47.

Espero que tenham gostado da resenha - que, por sinal, é bem diferente das outras-! Para mais informações sobre o livro, visite o site da editora clicando aqui.

Adicione o livro no Skoob. | Adquira: Loja PenDragon.

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

22 comentários

  1. Já li o livro. Adorei a resenha ��

    ResponderExcluir
  2. Adorei o paralelo que você fez entre o livro e a nossa realidade!! Como futura jurista, também fico muito preocupada com os caminhos que nosso país tá tomando. Parabéns pela resenha <3
    www.blogandinho.com

    ResponderExcluir
  3. Olá! Que resenha fantástica, eu curto muito livros assim, quando li 1984 e a Revolução dos Bichos de George Orwell, me senti exatamente como você sensação de ler algo e perceber que tem uma semelhança enorme com a realidade. Gostei muito mesmo da sua análise. Parabéns!

    bjus
    Ari ♥
    De volta ao retrô

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ariadne, muito obrigada ♥ Ainda não li 1984 e a Revolução dos Bichos, mas estão na minha lista de leitura e foram recomendados por um professor, então devem ser ótimos mesmo!

      Beijos ♥

      Excluir
  4. Não sei se concordo 100% com o paralelo com a realidade. Mas ainda assim achei bem legal você contextualizar o livro com o momento atual!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A história não condiz 100% com nossa atual realidade, é apenas uma comparação entre as duas sociedades! Mas fico feliz que tenha gostado XD

      Excluir
  5. Pela resenha realmente tem have com a realidade de hoje, parece se bem interessante o livro!
    sucesso!

    ResponderExcluir
  6. Que legal esse livro! Acho muito legal ler livros que falem um pouco dessa maldita sociedade que vivemos. Adorei! Vou anotar pra comprar! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, Brenda! XD
      Espero que goste do livro tanto quanto eu ♥

      Excluir
  7. Adorei a resenha, compro muitos livros por causa de resenhas que eu vejo e acabo me interessando. Esse livro eu curti bastante. Bju

    ResponderExcluir
  8. Ai que top👏♥ Alô mãe? Compra esse livro para mim kkkk! Adorei já quero ler, é muito interessante! Adorei o post♥

    ResponderExcluir
  9. Ótimo texto, foi muito bem elaborado, ficou muito bem a resenha, ainda mais do paralelo que fez com a nossa realidade ❤

    ResponderExcluir
  10. Oi Larissa muito boa sua resenha, esse livro é mesmo uma obra prima espetacular. Dá para perceber que o autor tratou com muito cuidado e veracidade o assunto em questao e com muita maturidade o tema. Lucas Barbosa é realmente sensacional. Vc já leu Viva intensamente? É muito bom vale a pena. Fiquei super curiosa pra ler Amaimon que acabei comprando agora a pouco pelo submarino ( valor 32 reais). Assim que eu terminar a leitura de conto o que achei na íntegra, quem sabe eu tbem faça uma resenha...rs obrigada pela indicação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Paula! Ainda não li este, mas já vou anotar na minha listinha! :D
      Espero que goste da leitura, beijos! ♥

      Excluir
  11. Me lembrou outro livro que não me lembro bem o nome, mas que tem mais ou menos a mesma pegada. É o livro que deu origem ao "big brother", onde toda sociedade é vigiada e controlada pelo governo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sabia que o Big Brother havia sido baseado em um livro! haha Vou procurar agora mesmo! XD

      Excluir