[Resenha] Conquistada por um Visconde - Stephanie Laurens

06:57

O livro conta a história de Heather, uma jovem de 25 anos que está a procura de seu homem ideal - mas não qualquer homem: ela quer um herói. Baseando-se em seu conceito de pretendente perfeito e apto a dominar as rédeas de seu coração, ela decide que não há lugar melhor do que um sarau ( uma festa noturna, onde as pessoas dançam e bebem) para começar sua procura. 
Entretanto, por este tipo de festa não fazer parte do circulo social do qual está habituada, Heather se vê obrigada a fingir um mal-estar para despistar seus pais e comparecer a festa sozinha - ou melhor dizendo, fugir. Afinal, o que poderia dar errado em uma simples festa?
Se você disse tudo, dois pontos para a grifinória!
Acontece que, logo ao chegar a tão aguardada festa, Heather dá de cara com ninguém mais e ninguém menos que Breckenridge, seu arqui-inimigo incrivelmente irresistível irritante e enervante, o único capaz de leva-la ao limite. Assim que a vê, ele a escolta até a saída e a obriga a entrar em sua carruagem e voltar para a casa. Entretanto, antes que ela consiga alcançar o local onde estacionou, ela é jogada dentro de outra carruagem e sequestrada. 
Por quem? Este é um mistério que cabe a você, leitor, tentar descobrir.
Vendo tudo acontecer sob seus olhos, Breckenridge reage e começa a seguir os bandidos, mas acaba perdendo-os de vista e tendo que usar seu lado Sherlock's Hommes para encontra-la e traze-la de volta em segurança. Exatamente como um herói que se preze faria.
Um livro cheio de mistérios, reviravolta e aquele romance clichê que todo mundo ama. Se você gosta de mocinhas sem papas na língua, e protagonistas turrões e bons amantes, então este é o livro certo para você.


A trama criada pela autora é simplesmente incrível! O modo como ela criou os personagens e fez com que cada um tivesse uma participação notável e vinculada com os acontecimentos cruciais da história foi sensacional. 
Devo dizer que a história me impressionou muito, e supriu expectativas que nem eu mesma sabia que tinha! 
Uma das características que mais gostei na obra foi o fato da autora não revelar a verdadeira identidade do raptor, e tão pouco o verdadeiro motivo de tê-la sequestrado. Apesar de saber que isso poderia frustar alguns leitores, para mim este foi um ponto crucial que me fez ansiar ainda mais pelo segundo volume da série.
Breckenridge é o tipo de personagem que te faz querer beija-lo e empurra-lo de uma ponte ao mesmo tempo. Ele é incrivelmente amável em um momento, mas tão turrão em outros que é quase impossível não se perguntar de onde Stepanhie tirou a ideia de cria-lo. 
Heather é o tipo de protagonista que deveria ser tida como um exemplo a ser seguido. Apesar da época em que se passa a história e de seu contexto social, ela não se deixa abalar e faz de tudo a seu modo, mesmo que isso signifique por em risco sua reputação como dama da sociedade.

Algo que me incomodou durante a leitura foi o modo como a autora, em algumas cenas - mais especificamente as cenas intimas - acabou incluindo pensamentos demais acerca de outros acontecimentos e que, de certa forma, se tornou cansativo. Um exemplo que posso citar são as cenas finais quando Heather e Breckenridge se beijam e a autora acaba usando mais de uma página apenas para descrever o momento - o que, em minha opinião, é um exagero.
De forma geral, foi uma leitura proveitosa. Lenta, confesso, mas incrivelmente divertida e cheia de surpresas. Esse é o tipo de livro que eu indicaria para se ler nas férias, em um lugar calmo o suficiente para se prestar atenção aos mínimos detalhes que, acredite ou não, fazem toda a diferença na história.

As características gráficas do livro são algo que se deve levar em conta. O título, assim como o nome da autora, estão em algo relevo ( eu ouvi um amém?) e a capa é simplesmente maravilhosa! O espaçamento, tipo e tamanho da fonte usada estão no ponto certo, e não tive problemas na hora da leitura ( o que é algo para se considerar, já que sou míope haha). 



Adquira já seu exemplar: Amazon | Americanas | Saraiva | Submarino.

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

2 comentários

  1. Mais uma excelente resenha para variar, não é, Dra. Larissa? Rsrs!
    Fiquei curiosa com o mistério do sequestro e como adoro mistérios vou colocá-lo na lista!💐😘

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada <3
      Espero que goste tanto quanto eu ♥
      Beijos! XD

      Excluir